terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

Curso de árbitros de canoagem

aPor solicitação da ARCM informamos a todos os interessados que nos próximos dias 22, 23 e 24 de Fevereiro a Associação levará a cabo um curso para árbitros de canoagem.
A ARCM pretende desta forma, dar formação adequada na área da arbitragem, formando novos árbitros, mas também aumentar a formação dos que já existem por forma a acompanhar o desenvolvimento da modalidade na Região.
Os interessados deverão inscrever-se na sede da ARCM na Praia Formosa, ou então através do telefone 291 764 330, 967 878 694 e e-mail arcanoagem_madeira@netmadeira.com.
Para mais informamos que aceitaremos a inscrição via mail, mas esta apenas se torna efectiva após o pagamento.
Mais informações em http://www.canoagemmadeira.com/.

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2008

CNC no Diário Cidade

Notícias publicadas no Diário Cidade relacionadas com o CNC.

Dia 12/02/2008


Dia 14/02/2008

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

II Duatlo do Funchal - SOS Freira do Bugio - CNC



A equipa de triatlo do CNC alcançou o 1º lugar por equipas, no II Duatlo do Funchal - SOS Freira do Bugio, deste modo ficou apurada para o Campeonato Nacional de Duatlo por Clubes, a realizar dia 9 de Março no Cadaval.




Em termos individuais Ricardo Gouveia ficou em terceiro da geral e segundo no seu escalão ficando este apurado para o Campeonato Nacional de Duatlo em termos individuais, prova a realizar dia 22 de Junho.



Luís Rocha alcançou o 7º lugar na geral, Ricardo Paixão 8º da geral e João Alves em 52º da geral, numa prova que contou com 95 atletas.

A equipa do Clube Naval da Calheta alcançou plenamente os objectivos propostos para esta prova.

II Duatlo do Funchal - SOS Freira do Bugio - Resultados

Filipe Baptista, atleta do Ludens Clube de Machico, com o tempo de 1h01.14, foi o grande vencedor do "II Duatlo doFunchal - SOS Freira do Bugio", que decorreu na manhã de hoje na Avenida do Mar, na distância sprint, com a presença e apoio de muito público, e com a participação de quase uma centena de atletas.


A prova, organizada pela Delegação da Madeira da Federação deTriatlo de Portugal, foi também o I Campeonato Regional de Duatlo, contando com os apoios do Parque Natural da Madeira, Leça&Fernandes e da Cola-Cola/Powerade.

O atleta sub-23 do Ludens superiorizou-se a Duarte Nóbrega (Andorinha - 1h01.44) e a Ricardo Gouveia (Clube Naval da Calheta - 1h01.55), alcançando assim o título regional desta disciplina, e sucedendo a Tiago Silva, vencedor da edição do ano passado desta prova.

Com um início da primeira corrida rápido (5 Km), fruto dos andamentos impostos por alguns federados do atletismo, que marcaram presença nesta prova, Duarte Nóbrega ganhou alguma vantagem sobre os restantes favoritos à vitória final.

No segmento ciclismo, composto por 20 Km e especialmente difícil pelo vento que se fez sentir na Avenida do Mar, Nóbrega permaneceu na frente até à 4ª das 7 voltas que constituíam o percurso, altura em que foi alcançado pela dupla Filipe Baptista e Ricardo Gouveia, que assumiriam o comando da prova até à chegada ao parque de transição.

Na última corrida, Baptista distanciou-se de Gouveia, que viria ainda a ser alcançado por Duarte Nóbrega, já perto do final da prova, mas com os atletas da frente a terminarem todos no mesmo minuto, o que demonstra bem a competitividade e equilíbrio ao longo de toda a prova.

Mais atrás, um grupo constituído por Luís Rocha e Ricardo Paixão (Naval da Calheta), Duarte Mendonça e Mário Moniz (Ludens Machico), Daniel Nunes (individual) e pelo alemão Bjorn Vetter, disputava as posições seguintes.

Na corrida final, a vantagem seria para Mendonça, seguido de Daniel Nunes e do triatleta alemão, que se dedica sobretudo à longa distância (Iron-Man).


No apuramento para o Campeonato Nacional de Equipas de Duatlo, que decorrerá no Cadaval a 09 de Março, destaque para a superioridade do estreante Clube Naval da Calheta, que com uma equipa talhada para a disciplina de Duatlo, travou um duelo muito equilibrado com o Ludens da Machico.
Com a 3ª, 7ª e 8ª posição da geral absoluta (Gouveia, Luís Rocha e Ricardo Paixão), somou 3h10.17, garantindo assim a vitória por equipas e o apuramento directo.

Também apurado, e a menos de 20 segundos, ficou o Ludens Clube de Machico (Tiago Silva competiu no Jamor e esteve por isso ausente), que conseguiu 3h10.35, através das soma dos tempos de Baptista, Mendonça e PauloMargarido (1º, 4º e 10º).

Na 3ª posição, classificou-se o Clube de Futebol Andorinha, seguido do Clube Aventura da Madeira e do Clube de Montanha do Funchal, a fechar o top-5 das equipas mais fortes.

Participaram na competição os 10 clubes regionais actualmente filiados, mostrando a vitalidade e o grande crescimento desta modalidade na Região.


Entre os não-federados, destaque para a excelente prova protagonizada por Daniel Nunes (5º da geral absoluta) e para Carlos Ramos (9º), bem como para Ana Paula Rodrigues, vencedora entre as senhoras.

Por escalões, nos federados, os títulos ficaram assim atribuídos: Juniores: Celso Nóbrega (Clube Naval do Funchal) Sub-23: Filipe Baptista (Ludens Clube de Machico) Seniores: Carlos Duarte Nóbrega (Clube de FutebolAndorinha) e Raquel Franco (Clube Atletismo do Funchal) Veteranos I: Paulo Margarido (Ludens Clube de Machico) Veteranos II: Joaquim Fernandes (Clube de Futebol Andorinha) Veternanos III: Adelino Carvalho (Ludens Clube de Machico)

Mais informações em http://www.triatlomadeirca.com/

Mais fotografias em: http://picasaweb.google.pt/ostrepadores/IIDUATLODoFUNCHAL

Comunicação Social

Jornal da Madeira, 11/02/2008


“II Duatlo do Funchal — SOS Freira do Bugio”, ontem, no Funchal Filipe Baptista sagra-se novo campeão regional
O atleta sub-23 do Ludens superiorizou-se a Duarte Nóbrega (Andorinha, 1h01m44s) e a Ricardo Gouveia (Clube Naval da Calheta, 1h01m55s), alcançando, assim, o título regional desta disciplina, e sucede a Tiago Silva, vencedor da edição do ano passado desta prova. Depois dos elementos que formaram o pódio, surgiram Duarte Mendonça (Ludens Machico), Daniel Nunes (individual) e o alemão Bjorn Vetter, este último que se dedica sobretudo à longa distância (“Iron-Man”).

No apuramento para o Campeonato Nacional de equipas de duatlo, que decorrerá no Cadaval a 9 de Março, destaque para a superioridade do estreante Clube Naval da Calheta, que com uma equipa talhada para a disciplina de duatlo, travou um duelo muito equilibrado com o Ludens da Machico. Com a 3.ª, 7.ª e 8.ª posições da geral absoluta (Gouveia, Luís Rocha e Ricardo Paixão), somou 3h10m17s, garantindo a vitória por equipas e o apuramento directo. Também apurado, e a menos de 20 segundos, ficou o Ludens Clube de Machico (Tiago Silva competiu ontem no Jamor e esteve por isso ausente), que conseguiu 3h10.35, através das soma dos tempos de Baptista, Mendonça e Paulo Margarido (1.º, 4.º e 10.º). Na 3.ª posição, classificou-se o Clube de Futebol Andorinha, seguido do Clube Aventura da Madeira e do Clube de Montanha do Funchal, a fechar o “top-5” das equipas mais fortes.

Participaram na competição os 10 clubes regionais actualmente filiados, mostrando a vitalidade e o grande crescimento desta modalidade na Região.

Entre os não-federados, destaque para a excelente prova protagonizada por Daniel Nunes (5.º da geral absoluta) e para Carlos Ramos (9.º), bem como para Ana Paula Rodrigues, vencedora entre as senhoras. Por escalões, nos federados, os títulos ficaram assim atribuídos: Juniores: Celso Nóbrega (Clube Naval do Funchal). Sub-23: Filipe Baptista (Ludens Clube de Machico)Seniores: Carlos Duarte Nóbrega (Clube de Futebol Andorinha) e Raquel Franco (Clube Atletismo do Funchal). Veteranos I: Paulo Margarido (Ludens Clube de Machico). Veteranos II: Joaquim Fernandes (Clube de Futebol Andorinha). Veteranos III: Adelino Carvalho (Ludens Clube de Machico).

TRIATLO - Equipa do CNC

Apresentamos a equipa de triatlo do Clube Naval da Calheta, composta por Ricardo Paixão, Ricardo Gouveia, Luís Rocha e João Alves.






Regata Aniversário Iate Clube Quinta do Lorde

O Brisa Maracujá, apesar de ter cortado a linha de chegada em segundo lugar, acabou por ficar em 4º lugar, numa regata ganha pelo 'Yah Man'.





No Espaço Multimédia do Diário de Notícias poderá assistir ao seguinte vídeo, em http://www.dnoticias.pt/default.aspx?file_id=dn03010101090208

video

Projecto Brisa Maracujá / Congresso do Mar

Comunicação Social do dia 08/02/2008



Diário de Notícias da Madeira:



Congresso do Mar quer trazer comissário europeu Joe Borg



ESCOLA NÁUTICA QUER PROMOVER CONFERÊNCIAS INTERNACIONAIS

Trazer à Madeira o comissário europeu das Pescas e dos Assuntos do Mar é um dos grandes desafios que os promotores do Congresso do Mar assumiram.

Apresentado ontem pela Escola Náutica da Madeira, este fórum de discussão das problemáticas associadas ao mar traduz-se pela realização de quatro conferências internacionais a realizar entre Maio e Novembro, a primeira das quais com Joe Borg.

De acordo com o que foi conhecido ontem, o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros de Malta poderá estar na Região em Maio - se aceitar o convite - para falar dos instrumentos para uma política marítima integrada, bem como da rede europeia de vigilância marítima, ordenamento do espaço marítimo, gestão integrada das zonas costeiras, bem como a disponibilização de dados e informações.

Entre os propósitos projectados para as outras conferências, referência também para a maximização da utilização sustentável dos oceanos e mares, a construção de uma base de conhecimentos e inovação para a política marítima, a maximização da qualidade de vida nas regiões costeiras e a promoção da liderança europeia nos assuntos marítimos internacionais e da visibilidade da Europa marítima.

Obviamente que a integração da Madeira na política marítima europeia, nomeadamente na gestão do meio marinho, a segurança e vigilância marítima da Zona Económica Exclusiva, a investigação e de-senvolvimento tecnológico, o ambiente, os transportes e as auto-estradas marítimas numa lógica de continuidade territorial, as pescas e a promoção do desenvolvimento do potencial marítimo da Região Autónoma da Madeira, e das demais regiões ultraperiféricas da União Europeia, serão temas em abordagem.

Encomendar estudos promover workshops

Assumindo a ambição de que o Congresso do Mar não pode ser apenas um palco para discursos, os promotores encomendaram estudos que possam caracterizar cada um dos sectores a abordar, partindo da realidade madeirense, mas numa perspectiva de competitividade e sustentabilidade global, reunindo indicadores das experiências de outros países, ilhas e regiões de turismo.

Para além das intervenções dos oradores convidados, estão programados 'workshops' temáticos que juntem à mesma mesa os agentes de cada um dos sectores de actividade num espaço de discussão.

Naturalmente que uma das conferências mais importante será dedicada ao turismo, com destaque para o facto de estarem a ser preparados convites para as grandes companhias de paquetes P&O Cruises, Costa Cruises e Aida Cruises, bem como aos responsáveis dos portos de Canárias e de Barcelona, já que se colocam grande desafios a este sector. Sendo o Funchal o maior porto português em número de passageiros e o nono da Europa, o turismo de paquetes - bem como os produtos ligados ao mar, como o mergulho, os passeios e a observação de baleias e golfinhos - terão uma abordagem privilegiada, até porque o turismo é um sector nevrálgico para a economia da Madeira.

Os transportes marítimos, os seus custos, bem como as ligações entre o continente e as ilhas serão alvo de atenção numa das quatro conferências, que poderá trazer à Região um dos responsáveis da Fred Olsen Lines e da Naviera Armas, mas que contará com os melhores especialistas nacionais.

O desporto, visto numa óptica competitiva ou apenas como prática desportiva de fruição, é o tema que vai marcar a última das conferências, sendo pretexto para trazer à Madeira técnicos e velejadores estrangeiros, dirigentes de federações e clubes, sendo sonho dos promotores a vinda de alguém ligado à organização da Taça da América, da cidade de Valência ou de um dos 'sindicados' de modo a se pode ter uma percepção de quais os impactos que os grandes eventos podem ter na promoção de uma ilha, na sua economia, bem como na rentabilização das marinas e portos de recreio entretanto construídos.

as razões

Coube a Marco Geremias, sócio-gerente da Escola Náutica da Madeira, apresentar a organização deste evento, justificado "na necessidade de um aprofundamento da relação do madeirense com o mar. É neste contexto que surge o contributo da Escola Náutica, como agente alavancador do sector de formação na náutica de recreio e parte integrante de todo um 'tecido' ligado ao mar".

Já Fernando Leça, presidente do Clube Naval da Calheta - um dos parceiros - justifica a adesão do seu clube "porque entendemos que a freguesia e o concelho sempre tiveram uma grande ligação com o mar, registando-se hoje uma procura crescente pelo Porto de Recreio, bem como toda a zona balnear, com destaque para a praia.

Tentaremos fazer deste projecto uma oportunidade para a promoção e divulgação da nossa 'escola de vela' e esperamos que desta associação resulte um maior envolvimento pelas actividades náuticas por parte dos jovens do concelho".

Em representação da Empresa de Cervejas da Madeira falou Duarte Gonçalves, o gestor responsável pelos produtos Brisa, que justificou o apoio " por acharmos que este projecto tinha interesse social".





Em campanha pelo mar



Barco compete e oferece passeios promovendo os propósitos do congresso...


Promover o "mar como o mais valioso recurso que a Madeira tem" é a razão pela qual os promotores deste singular projecto decidiram fazer representar-se por um barco e respectivo 'sindicato' (tripulação) nas provas do calendário de vela.

Recorrendo a um competitivo First 40.7, baptizado de 'Brisa Maracujá', a componente desportiva é entendida "como a melhor maneira de chegar ao grande público, não nos ficando por uma elite mais atenta a estas questões", destaca Marco Geremias da Escola Náutica da Madeira.

Tal como refere, também, o skipper Nélio Sousa, o propósito é levar o barco a assumir-se "como referência de todo um projecto que visa promover a importância do mar.

Nós não queremos, digamos assim, vencer regatas.

Não importa aqui a componente de competição mas, sim, divulgar o mar".

Para o sócio-gerente da Escola Náutica "vamos ter um barco a competir nas provas de vela regional para fazer 'lobbyng' pelo mar, pois em cada evento vamos promover programas e concursos de rádio.

Queremos contribuir para a discussão e abordagem, nos jornais, como na televisão, de temáticas ligadas ao mar".

Talvez por isso, Nélio Sousa assuma, desde já, que "mais importante do que ganhar regatas, ou conquistar títulos, é passar uma mensagem, que estará presente em todas as nossas participações: o mar é o mais valioso recurso que temos à nossa disposição".

Deste modo, o 'Brisa Maracujá' apesar de ser um barco muito competitivo, não é candidato às vitórias, tal como diz o seu líder.

"Nós temos uma tripulação capaz, pois a maioria deles tem 'cartas dadas' na vela regional, nacional e mesmo internacional, como é o caso da Catarina Fagundes, velejadora olímpica em 1996.

Temos consciência de que o iate não está na sua melhor performance, pois é um barco antigo, com 9 anos.

Estamos um pouco 'cambados' em relação ao equipamento, especialmente ao nível das velas", lamenta-se o velejador.

Curioso é o facto do 'Brisa Maracujá" se assumir como representante do Clube Naval da Calheta, uma opção que no entender do seu timoneiro é uma forma de "promover a excelência da plataforma náutica construída neste concelho, com um porto de recreio modelar e excelentes zonas balneares.

Através da embarcação podemos levar as pessoas do concelho a praticar vela e dinamizar no clube futuras Escolas de Vela.

Pensamos que dessa forma podemos contribuir, em parceria com o Clube Naval da Calheta, para trazer mais pessoas ao mar e à modalidade".

BRISA MARACUJÁ




É 'skipper' do 'Brisa Maracujá' Nélio Sousa, o oficial da Marinha Mercante que é inspector de navios ao serviço do Registo Internacional de Navios; Marco Gonçalves, engenheiro agrónomo, vai estar na afinação do mastro; Roberto Vieira, economista, é o trimer da genoa; Filipe Bettencourt (estudante) será igualmente trimer da genoa; o ex-internacional Nuno Rodrigues, hoje empresário, será trimer da genoa; o empresário Filipe Sousa estará no 'Piano' ; Renato Nóbrega - Engenheiro civil - será o trimer da vela grande; Nuno Camacho, estudante, é o proa, tal como Pedro Pestana; a ex-olímpica, hoje empresária, Catarina Fagundes, será trimer...... tal como João Sousa, Gestor de Transportes Marítimos.
Mário Olim

Jornal da Madeira:

Vela


Congresso do Mar em defesa do ambiente


A Madeira vai ser palco da organização do Congresso do Mar, uma iniciativa da Escola Náutica da Madeira que visa promover quatro conferências internacionais sobre problemáticas ligadas ao mar.

Está englobado no “Projecto Brisa” que pugna pela defesa dos recursos naturais e a exaltar a sua importância na economia e no turismo em particular.

As conferências realizar-se-ão entre Maio e Novembro, abarcando diversos temas e terão entre nós especialistas nas várias matérias por forma a que as diversas abordagens sejam aprofundadas.

A realidade madeirense será sempre o ponto de partida que olhará sempre a uma perspectiva global, reunindo indicadores das experiências de outros locais.

Por forma a garantir a visibilidade mediática do projecto o Projecto Brisa incorpora uma representação desportiva, assegurada através da utilização de um competitivo First 40.7 – baptizado de 'Brisa Maracujá' - que participará em todas as provas do Circuito Regional e Campeonato Brisa Madeira da classe cruzeiro, bem como na Regata Internacional de Canárias, assumindo igualmente a representação do Clube Naval da Calheta e de todo o concelho.

O skipper do “barco” será Nélio Sousa que contará com uma tripulação onde coexistirão campeões nacionais e velejadores olímpicos e internacionais.

A apresentação deste conjunto de iniciativas teve lugar na manhã de ontem na Empresa de Cervejas da Madeira e contou com as presenças de Marco Gonçalves e Susana Gomes, em representação da Escola Náutica da Madeira, Fernando Leça, presidente do Clube Naval da Calheta e Duarte Gonçalves, responsável pelo “Projecto Brisa”.


Diário Cidade:


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

II Duatlo do Funchal - SOS Freira do Bugio

ESPECTÁCULO NA AVENIDA



Terá lugar no Funchal, no próximo domingo, o CampeonatoRegional Absoluto de Duatlo da Madeira, disputado na distância sprint (5Km corrida/20 Km ciclismo/2,5 Kmcorrida), e que será a prova de abertura do calendário regional de Triatlo para 2008.

O "II Duatlo do Funchal - SOS Freira do Bugio", é uma organização da Delegação da Madeira da Federação de Triatlo de Portugal, com os apoios do Parque Natural daMadeira, Câmara Municipal do Funchal e da Powerade e Coca-Cola.

A prova disputar-se-á nas faixas sul e norte da Avenida do Mar, com o parque de transição instalado no cais do Funchal, prometendo grande espectáculo e muita emotividade.

O início acontecerá às 10h30, estando o trânsito encerrado no local entre as 10h00 e as 12h00.

Em competição, estarão atletas do Clube Naval da Calheta, Clube Naval do Funchal, CCD Câmara Municipal doFunchal, CCD São José, C.F. Andorinha, Clube deMontanha, Ludens de Machico, Clube de Atletismo do Funchal, Clube Aventura da Madeira e CDC Porto Moniz, os 10 clubes regionais actualmente filiados.

O favoritismo para a vitória na prova recai num trio de atletas constituido por Ricardo Gouveia (C.N.Calheta), Carlos Duarte Nóbrega (C.F.Andorinha) e Filipe Baptista (Ludens de Machico), embora com a alternância de segmentos e líderes, outros atletas possam andar muito perto dos primeiros, tornando assim imprevisível o desfecho final.

A organização espera cerca de uma centena de atletas em prova, que desta vez destina-se apenas a atletas do escalão júnior para cima (não inclui os escalões de formação).

As inscrições decorrem a bom ritmo e poderão ser realizadas atè às 12h00 de 6ªfeira, através da webpage http://www.triatlomadeira.com/.

Neste mesmo sítio, podem ser consultados os percursos, regulamento e lista de inscritos até ao momento.

No dia daprova, não são aceites novas inscrições.